IPC-S é o menor desde 2008, alimentos caem mais

A inflação pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) caiu e teve a menor leitura desde setembro de 2008, refletindo, sobretudo, menores custos de alimentos.

REUTERS

16 de junho de 2010 | 08h42

O indicador registrou variação negativa de 0,04 por cento na segunda prévia de junho, ante alta de 0,21 por cento na primeira, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam taxa positiva de 0,10 por cento, de acordo com a mediana de 10 respostas que variaram de zero a 0,16 por cento.

Os preços do grupo Alimentação declinaram 1,05 por cento nesta leitura, contra 0,46 por cento na anterior, em razão dos recuos de Hortaliças e legumes, Laticínios e Adoçantes.

Os custos de Habitação subiram em ritmo menor, em 0,56 por cento agora, ante 0,71 por cento antes. Os de Saúde e cuidados pessoas tiveram o mesmo movimento, avançando 0,44 por cento na segunda prévia, após 0,54 por cento na primeira. Os de Vestuário avançaram 1,12 por cento agora, contra avanço anterior de 1,44 por cento.

As maiores quedas individuais de preços foram de batata-inglesa, tomate, açúcar refinado, leite longa vida e álcool combustível.

Reportagem de Vanessa Stelzer)

Tudo o que sabemos sobre:
INFLACAOIPCSSEGUNDAATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.