IPT alerta para novos desabamentos em pedreira

Três pesquisadores da área de Geologia do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) fizeram uma vistoria técnica no desabamento ocorrido na pedreira de Santos.

CAROLINA SPILLARI, Agência Estado

15 de abril de 2011 | 00h04

O Instituto alertou as equipes que atuam no local para o risco elevado de ocorrerem novos desabamentos de rochas. Às equipes de socorro, o IPT deu orientações para que pudessem se deslocar em espaços seguros com os cães farejadores.

Há mais de 60 horas dois trabalhadores estão soterrados no local. Um deles é Jucelino Mendonça de Souza, de 45 anos, há 15 anos na pedreira. O outro é o motorista Walter Santana, que trabalhava no local há apenas um mês.

Dois motoristas se salvaram, depois de escalarem a encosta. O caminhão operado por Clayton dos Santos continuava pendurado até o final da tarde desta quinta-feira.

Mais conteúdo sobre:
DesabamentopedreiraSantosIPT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.