Islamistas são suspeitos de matar 'muitos' em ataque na Nigéria, diz testemunha

Militantes islâmicos são suspeitos de atacarem uma aldeia no nordeste da Nigéria, no sábado, matando "muitos", quando dispararam contra moradores e incendiaram casas, disse uma testemunha.

REUTERS

21 Junho 2014 | 11h16

Vestindo uniformes militares, os agressores invadiram a aldeia a cerca de 9 quilômetros de Chibok em um comboio de veículos utilitários esportivos e veículos militares, disse a testemunha à Reuters por telefone, pedindo para não ser identificada devido a preocupações com segurança.

Os agressores gritavam "Allahu Akbar" (Deus é maior) antes de abrir fogo e matar "muitos", disse a testemunha.

(Reportagem de Larne Ola)

Mais conteúdo sobre:
MUNDONIGERIAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.