Islamistas tomam controle de subúrbio de Damasco de rivais

Combatentes islâmicos tomaram o controle de um subúrbio a leste de Damasco no domingo, após expulsar um grupo insurgente rival menor em confrontos mortais, disse um grupo de acompanhamento, no mais recente exemplo de lutas internas entre rebeldes em quase quatro anos de conflito da Síria.

REUTERS

04 de janeiro de 2015 | 11h09

Combatentes do Exército do Islã entraram em confronto com membros do grupo Exército da Nação em Douma, disse o Observatório para os Direitos Humanos sírio baseado na Grã-Bretanha. Ambos os grupos incluem combatentes muçulmanos sunitas que se opõem ao governo do presidente Bashar al-Assad, e o conflito é visto mais como uma guerra por territórios do que como um conflito sobre ideologia.

O Observatório, que reúne informações de uma rede de fontes na Síria, disse que vários combatentes foram mortos, sem dar detalhes. O grupo acrescentou que o Exército do Islã havia detido muitos dos seus combatentes rivais.

Os grupos, parte de uma miríade de facções da oposição na guerra, têm lutado contra o exército sírio e entre si pelo controle de Douma, um subúrbio estratégico em uma das principais estradas que ligam a capital à cidade de Homs mais ao norte.

O Exército do Islã é poderoso na área e entrou em confronto com moradores armados em Douma em novembro, após moradores atacarem os depósitos de uma organização próxima do grupo, de acordo com o Observatório.

Grupos islâmicos radicais, tais como o Estado Islâmico e a Frente Al-Nusra da Al Qaeda se beneficiaram com a luta interna e surgiram como algumas das facções mais fortes do conflito.

(Reportagem de Sylvia Westall)

Tudo o que sabemos sobre:
MUNDOISLAMISTASBEIRUTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.