Israel aprova investimento de US$6 bi da Intel em fábrica de chips

Israel aprova investimento de US$6 bi da Intel em fábrica de chips

A empresa americana receberá subsídios de 300 milhões de dólares do governo israelense durante cinco anos

REUTERS

22 Setembro 2014 | 14h31

Os ministérios da Economia e das Finanças de Israel aprovou nesta segunda-feira um plano da Intel para investir 6 bilhões de dólares na atualização de sua fábrica de chips, no que será o maior investimento único feito por uma companhia estrangeira no país.

A Intel receberá subsídios de 300 milhões de dólares do governo durante cinco anos, e será elegível para pagar imposto corporativo de apenas 5 por cento por um período de 10 anos, disseram os ministérios.

A gigante norte-americana de chips planeja contratar perto de 1 mil funcionários na fábrica na cidade de Kiryat Gat até 2023, além dos 2.500 funcionários que já trabalham nas instalações.

"O investimento da Intel é um ativo estratégico para a indústria de Israel", disse o ministro das Finanças, Yair Lapid, em comunicado. "Este é o maior investimento já feito por uma companhia estrangeira em Israel na história e é mais uma prova de que Israel está na vanguarda da tecnologia e da inovação".

A Intel enviou o plano de investimentos em maio e se acredita que o investimento seja destinado à mudança para a nova tecnologia de 10 nanômetros.

O ministério das Finanças disse que a planta será a fábrica de chips mais avançada do mundo.

Um porta-voz da companhia não quis comentar. A Intel disse em janeiro que decidiria sobre o local de uma fábrica de chips com tecnologia de 10 nanometros neste ano. Israel era um dos vários países competindo para receber a nova fábrica.

(Por Tova Cohen)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723)) REUTERS RF LB

Mais conteúdo sobre:
TECHINTELINVESTIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.