Israelense leva cinco tiros em estrada do interior de São Paulo

Ele estava com mais de R$ 46 mil, em três moedas, para comprar diamantes em Sertãozinho mas nada foi levado

Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

28 de outubro de 2008 | 17h37

O israelense Amir Chaya, de 36 anos, foi atingido por pelo menos cinco tiros, na madrugada desta terça-feira, 28, numa estrada vicinal entre Sertãozinho e o distrito de Cruz das Posses, na região de Ribeirão Preto. O caso estão sendo investigado pela Polícia Civil de Sertãozinho. Chaya estava com outro israelense, Gil Ginsberg, desde segunda, em Ribeirão, para comprar diamantes.   Num carro alugado, Chaya foi abordado por um homem, que queria assaltá-lo, mas que não sabia da existência do dinheiro. Chaya estava com US$ 11,7 mil (cerca de R$26,3 mil), 5 mil euros (cerca de R$ 14 mil) e R$ 6,2 mil, mas nada foi levado. Após cirurgia, o israelense está em recuperação, na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto.   Chaya foi atingido nas costas por três tiros, no rosto e na cabeça. Ele foi encontrado na estrada vicinal Elídio Marchesi, pelo motorista de um ônibus de trabalhadores da Usina Albertina. O motorista viu o israelense ensangüentado, pedindo socorro. Quando parou o veículo, Chaya entrou rapidamente. Um carro que estava próximo saiu em disparada para o meio do canavial. O veículo foi achado dois quilômetros dali. O israelense foi socorrido no distrito e por fim foi levado a Ribeirão Preto, onde foi operado. Ginsberg não estava com o amigo no momento do assalto.

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaSPisraelenseSertãozinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.