Itália anuncia criação de presídio exclusivo para transexuais

Penitenciária deve reunir detentos que atualmente estão espalhados pelo resto do país.

BBC Brasil, BBC

12 de janeiro de 2010 | 18h15

O governo italiano anunciou a criação daquela que possivelmente será a primeira prisão exclusiva para transexuais do mundo, nos arredores de Florença.

O presídio de Pozzale - que até alguns anos atrás funcionou como uma prisão feminina comum de segurança média - vai abrigar cerca de 30 prisioneiros.

Calcula-se que cerca de 60 transexuais atualmente estejam presos na Itália, espalhados por prisões masculinas e femininas em todo o país.

O presídio de Pozzale tem uma biblioteca, um centro de recreação e terreno para cultivo de alimentos.

A maioria dos prisioneiros transexuais cumpre pena por prostituição e tráfico de drogas.

Atualmente, eles dividem o espaço nas superlotadas prisões italianas com homens e mulheres, mas normalmente precisam ser isolados para sua própria segurança.

Um grupo ativista gay elogiou a iniciativa do governo italiano, afirmando que uma prisão exclusiva para transexuais permite que os detentos tenham o apoio necessário.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.