Itália é primeiro país europeu a banir sacolas

Italianos consomem um quinto de todas as sacolas distribuídas na União Europeia

, O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2010 | 00h00

A partir de amanhã, comerciantes italianos deixarão de oferecer sacolas plásticas gratuitas a seus clientes. O país é o primeiro na Europa a banir definitivamente as embalagens, embora a Irlanda tenha saído na frente com medidas contra as sacolas plásticas - lá, o consumidor paga 0,15 por cada sacola.

Segundo Stefania Prestigiacomo, ministra do Meio Ambiente da Itália, os italianos consomem um quinto de todas as sacolas distribuídas na União Europeia. "É um passo na luta contra a poluição e vai tornar a população mais consciente em relação ao reúso e à reciclagem", disse a ministra ao jornal britânico The Guardian.

De acordo com uma pesquisa que ouviu 20 mil consumidores no país, a maioria (73%) afirmou que passará a usar sacolas retornáveis e 10% usarão sacos de papel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.