Itamaraty estuda 'reciprocidade' no caso da Espanha

Na terça-feira à noite, pelo menos 30 brasileiros tiveram sua entrada vetada na Espanha

Rosana de Cássia, Agencia Estado

06 de março de 2008 | 13h44

O secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, convocou o Embaixador da Espanha em Brasília para manifestar "a inconformidade do governo brasileiro" com o novo episódio ocorrido em Madri, onde 30 brasileiros foram impedidos de entrar naquele país. Nota expedida pelo Itamaray diz que o Ministério está examinando a adoção de medidas apropriadas, "tendo em conta, inclusive, o princípio da reciprocidade".  Espanha veta entrada de 30 brasileirosO Ministério informa ainda no texto que o chanceler Celso Amorim, que participa de reunião do Grupo dos 8, na República Dominicana, tomou conhecimento de mais este incidente "com profundo desagrado".  Há poucas semana, segundo o Itamaraty, Amorim teria manifestado ao chanceler espanhol a insatisfação do governo brasileiro com essas medidas restritivas. No encontro desta quinta-feira, 6, com o chanceler espanhol, o embaixador Samuel Pinheiro disse que as medidas adotadas pelas autoridades imigratórias da Espanha "são incompatíveis com o bom nível do relacionamento entre os dois países".

Tudo o que sabemos sobre:
brasileirosretidosEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.