Itu resgata liturgia cristã da Idade Média

Itu resgata liturgia cristã da Idade Média

O Ofício das Trevas, uma celebração do período medieval, marca hoje, na igreja de Nossa Senhora do Carmo, construída no século 18, a abertura da Semana Santa em Itu (SP). As celebrações resgatam a liturgia tradicional apresentada em latim, abolida pelo processo de renovação da Igreja Católica. Com duração de aproximadamente duas horas, a partir das 19h30, a celebração lembra a agonia de Jesus Cristo no Horto das Oliveiras. A igreja fica iluminada apenas por um candelabro com 15 velas acesas - o tenebrário -, simbolizando Jesus e seus discípulos, que é apagado ao longo da cerimônia. A última vela, que representa Cristo, é retirada e escondida atrás do altar, ao canto do Benedictus, conhecido como Cântico de Zacarias. Amanhã, às 19 horas, Itu relembra outra tradição da Semana Santa antiga: a Procissão dos Passos, realizada na cidade desde o início do século 19. O cortejo deixa a igreja e percorre as ruas do centro histórico. Os fiéis levarão a imagem de Cristo no caminho ao calvário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.