Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Já temos os quatro leitores jurados

A seleção tinha um ponto de partida: o leitor deveria escrever uma crítica sobre um prato qualquer e enviar para o blog do Prêmio Paladar até a data marcada. Sabe quantos textos recebemos? Foram 468 ao todo

O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2010 | 01h47

Já escolhemos os quatro leitores que vão integrar o júri do Prêmio Paladar 2010. Foi uma disputa acirrada. Depois de muito ler e reler as críticas enviadas ao blog do Prêmio Paladar, cada jornalista da equipe fez sua lista de vinte textos preferidos. Mais do que a qualidade literária, levamos em conta a maneira como o autor tratava a comida. Avaliamos o conhecimento técnico sobre cozinha, mas especialmente o prazer diante de um prato. Ou as razões para não gostar dele. Cruzamos as preferências e chegamos a uma lista final de dez nomes.

Era hora de contatar os selecionados. A editora Patrícia Ferraz comunicou por e-mail que o candidato estava entre os finalistas. Começou uma troca de e-mails, todos bastante entusiasmados com a notícia. Depois, fizemos o primeiro contato por telefone. Queríamos saber, antes de mais nada, se o leitor era isento, ou seja, se não era do ramo da gastronomia e se não tinha qualquer ligação profissional ou pessoal com restaurantes e chefs. Também confirmamos a disponibilidade de tempo para enfrentar a maratona de provar, avaliar e comentar quase 50 pratos num período de um mês.

Traçamos um pequeno perfil dos dez, selecionamos sete para entrevistar, apostando em quatro deles. O editor executivo Luiz Américo Camargo marcou encontro com os sete candidatos no mesmo dia, com pequenas diferenças de horário, num café paulistano.

Novas conversas e sabe o que aconteceu? Em vez de quatro leitores jurados, ficamos com os quatro e mais três para as blitzes do prêmio. Lembra das blitzes? São algumas categorias que avaliamos de maneira mais rápida e concentrada. Os jurados - geralmente são três - saem juntos e visitam todos os concorrentes no mesmo dia, ou em dois dias seguidos. Já fizemos blitzes de sushi e de falafel em prêmios anteriores. Os três integrantes das blitzes ainda não foram convidados.

Os quatro leitores já convidados para o júri aceitaram o convite. Não vamos revelar quem são para não comprometer a avaliação isenta dos pratos. Mas, para aplacar sua curiosidade, eis algumas pistas: o grupo tem apenas uma mulher, e um paulistano que não gosta de repetir restaurantes: ele sai para jantar fora religiosamente uma vez por semana, cada vez num local diferente. Os outros dois leitores jurados costumam frequentar restaurantes no Brasil e no exterior. Todos se comprometeram a manter sigilo sobre a condição de jurado. Ah, e estão dispostos a engordar alguns quilos em nome do Prêmio Paladar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.