James Rodríguez voltará a ser titular do Real Madrid após dois meses

O meia colombiano James Rodríguez voltará ao time titular do Real Madrid para a partida deste domingo contra o Granada, válida pelo Campeonato Espanhol, depois de passar dois meses lesionado com uma fratura no dedo do pé, confirmou neste sábado o treinador da equipe, Carlo Ancelotti.

REUTERS

04 Abril 2015 | 11h46

O meio-campista, que teve um bom início de temporada desde que chegou ao clube espanhol vindo do Monaco em julho, se lesionou em uma partida contra o Sevilla no início de fevereiro e voltará ao time titular em substituição a Isco, suspenso.

"James está bem. Vai começar a partida", disse Ancelotti em coletiva de imprensa antes de acrescentar que o volante Sami Khedira e o lateral Dani Carvajal serão poupados neste domingo.

A volta de James é um impulso para o atual campeão europeu, que perdeu três de suas últimas quatro partidas contando todas as competições.

Após ganhar o clássico por 2 a 1 contra os merengues, o Barcelona encabeça a classificação do Espanhol com quatro pontos de vantagem sobre o Real Madrid, a dez partidas do fim do campeonato. Os culés vão a Vigo encarar o Celta neste domingo.

A suspensão de Isco evita que Ancelotti tenha de decidir entre ele e James para a equipe titular. O meia espanhol goza de grande prestígio entre os torcedores, que estão insatisfeitos com a forma recente da equipe. Se Ancelotti optasse por deixar Isco no banco, o treinador poderia ser alvo de novas críticas.

O italiano afirmou que tem confiança de que sua equipe possa alcançar o Barça na tabela, e que o plantel está em boa forma física e mental. Somente o zagueiro Pepe está afastado por lesão e deverá voltar em aproximadamente uma semana.

"Estamos convencidos de que está tudo aberto", disse Ancelotti. "A equipe tem muita esperança e está muito bem agora."

"Eu os vejo bem fisicamente e preparados para enfrentar todas as partidas. Chegamos a essa etapa do campeonato em um estado físico melhor do que no ano passado."

O Real Madrid ainda joga em casa diante do Rayo Vallecano, e depois pega o Eibar também em seu estádio, antes de enfrentar o Atlético de Madri em partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa no dia 14 de abril.

(Por Iain Rogers)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.