Jantar no cinema, entre calotas

Com cerca de 60 lugares, o reRun Gastropub Theater mistura cinema e ambiente retrô

Melena Ryzik - The New York Times,

29 Julho 2010 | 13h24

Retrô. No reRun, decoração usa peças antigas e carros e bancos traseiros viram poltronas

 

 

Austin, Texas, tem Alamo Drafthouse. São Francisco tem Foreign Cinema. Portland, Oregon, tem McMenamis. E o Brooklyn tem... bem, o Brooklyn tem muitos lugares nos quais você pode levar um cobertor e uma cesta de piquenique e assistir a um filme num parque ou num telhado, mas poucos ambientes fechados em que dá para jantar com cinema durante o ano todo.

 

Mas a situação começou a mudar com a abertura do reRun Gastropub Theater, bar e restaurante com tela, extensão do ReBar. A casa, com 60 lugares, alguns com poltronas baixas, tem ar de câmpus de faculdade e sofisticado balcão onde são vendidas coisas como carne de porco desfiada e pipoca com gordura de pato. O programa de cinema se concentra em filmes de festivais que não foram distribuídos e produções cult. Na inauguração, foi exibido The Prowler, um filme B de 1981 (no Brasil, O Assassino de Rosemary). Um cinema com proposta semelhante, o indieScreen, está abrindo em Williamsburg.

 

O reRun é feito quase todo de material reciclado. O teto do bar foi montado com grades de exaustores de metrô e a decoração metálica saiu de cercas de Park Slope. As poltronas são assentos de carro, com cintos de segurança e tudo, comprados num ferro-velho. As luminárias são de calotas. Atrás do bar há um para-choque de Cadillac que acende. A coleção de projetores antigos funciona apenas como chamariz, pois o reRun vai exibir seus filmes em DVD padrão ou Blu-ray numa tela de 4 m. O ambiente remete a um drive-in retrô, com mural de pôr do sol. O staff trabalha envergando macacão.

 

Jason Stevens, de 37 anos, abriu o reBar em 2006, após deixar seu emprego no setor de hipotecas da Merrill Lynch. Agora está entusiasmado em oferecer no novo espaço filmes bem selecionados e comida.

 

Jovens cineastas – e moradores da vizinhança – também estão salivando pelo indieScreen, um espaço de 93 lugares em Williamsburg, onde há dois boliches e muitos bares descolados, mas nenhum cinema regular. O longamente planejado indieScreen, de propriedade de Anna Pozzi-Popermhem, a restauratrice por trás do Planet Thailand, e Marco Ursino, fundador do Festival Internacional de Filmes do Brooklyn, vai servir tapas e sashimi, enquanto apresenta filmes independentes novos e antigos e abriga festivais. Há, é claro, a dificuldade de restaurantes-cinemas de atrair público. Experiências anteriores, como o Two Boots Pioneer Theater e o Monkey Town, terminaram em fechamento.

 

 

ONDE FICAM

reRun Gastropub Theater

147 Front Street Brooklyn, NY 11201

 

Indie Screen

285-289 Kent Avenue, Brooklyn, NY 11211

Mais conteúdo sobre:
Nova York restaurantes suplementos aladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.