Japão espera ter jato supersônico de passageiros até 2013

A agência espacial japonesa espera ter, dentro de seis anos, um protótipo de jato supersônico que seja mais silencioso e consuma menos combustível que o antigo Concorde. O Japão vem tentando melhorar sua posição na indústria aeroespacial com o desenvolvimento na próxima geração de jatos de passageiros, que será capaz de ir de Tóquio a Los Angeles em três horas.Depois de uma década de experiências, a Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (Jaxa) informa que desenvolverá o protótipo num projeto com custo estimado em US$ 171,1 milhões, até o final do ano fiscal 2012, que termina em março de 2013. O Japão espera que um sucessor do Concorde será capaz de entrar em serviço comercial até 2020.Entre os obstáculos pela frente, dois problemas que sempre incomodaram o Concorde: nível de ruído e consumo de combustível. O Japão já tem um motor que é, teoricamente, capaz de atingir mach 5,5, ou mais de cinco vezes a velocidade do som, mas os testes de campo deram resultados inconsistentes.O porta-voz da Jaxa, Satoki Kurokawa, disse que o objetivo principal do protótipo será atingir uma redução do ruído de motor de 50%.

Agencia Estado,

23 de agosto de 2006 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.