Japão pede mais cooperação no combate à mudança climática

O ministro de Assuntos Exteriores japonês, Taro Aso, pediu que seu país e a América Latina estreitem a cooperação em assuntos relacionados à mudança climática, diante da cúpula do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais desenvolvidos e a Rússia) que será realizada no próximo ano, no Japão. Segundo a agência Kyodo, durante um discurso sobre os esforços diplomáticos do Japão na América Latina, Aso afirmou que essa região e Tóquio deveriam trabalhar juntos neste campo pelo "mútuo benefício". Aso participou de uma reunião organizada pela Federação de Negócios do Japão antes de sua viagem ao Brasil e ao México, onde Tóquio tem crescentes interesses econômicos. O ministro disse que a Guiana foi o primeiro a emitir, com o Japão, um comunicado conjunto sobre a necessidade de aumentar a cooperação em assuntos ambientais, depois que o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, anunciou seu plano Cool Earth 50. O objetivo desta iniciativa é reduzir pela metade a emissão de gases do efeito estufa até 2050. Aso também se referiu à necessidade de fortalecer os laços econômicos entre a América Latina e o Japão, e ressaltou a importância de esforços para erradicar a pobreza e as desigualdades na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.