Japoneses poderão comprar hambúrguer pelo celular

Os fregueses de lanchonetes de fast-food no Japão poderão em breve pagar por hambúrgueres com seus telefones celulares. A operadora japonesa NTT DoCoMo está se associando à rede McDonald´s para oferecer pagamentos eletrônicos e promoções especiais a usuários de celulares. O uso de telefones celulares para pagar por bens é uma área de crescimento maciço na medida em que operadoras procuram novas formas de ganhar dinheiro. Os proprietários japoneses de telefones celulares estão abrindo caminho, pagando por alimentos e passagens de trem por meio de seus handsets. Para a analista da firma de pesquisa Jupiter Julie Ask, a parceria mostra a necessidade de ter acordos antecipados e cooperação para a rede para que pagamentos eletrônicos sejam um sucesso. "Senão, enfrentará um problema de quem veio antes, ovo ou galinha. Equipamento de POS (Pontos de Venda, em inglês), são necessários para interagir com a tecnologia em telefones celulares. Portadores e fabricantes de celulares precisam de incentivos para adicionar custos em telefones celulares. Tem que haver uma rede para que isto seja interessante para todo mundo", afirmou ela. O acordo também pode fornecer informações valiosas sobre o comportamento dos consumidores, afirmou. "Ele dá ao McDonald´s e à DoCoMo a oportunidade de monitorar os consumidores e seus hábitos alimentares. É mais provável o uso de dinheiro em pequenas transações. Pagamentos eletrônicos vão permitir que o comportamento do usuário seja monitorado e utilizado para fins de marketing", afirmou Ask em seu blog. Cada vez mais operadores de celulares estão fazendo experiências com pagamentos eletrônicos. Cartão de crédito de celular Na Grã-Bretanha, a empresa YourRail está trabalhando com Chiltern Railways para oferecer aos usuários uma oportunidade para a compra de passagens por meio de celulares. Os usuários compram as suas passagens na internet e elas são entregues pelos seus telefones celulares na forma de código de barras. Estão sendo instalados portões na estação de Marylebone, em Londres, que têm a capacidade de ler as barras nos telefones. No Japão, DoCoMo criou um serviço que permite aos usuários operarem seus handsets como um cartão de crédito. Até abril, haverá cerca de 3 milhões de "telefones-carteiras" no Japão, usando um sistema de crédito pré-pago em que os usuários fazem mais depósitos em suas contas, usando com freqüência um website, antes de usar seu telefone para pagar por algo.

Agencia Estado,

27 Fevereiro 2007 | 13h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.