Jato experimental da Nasa se sai bem em teste de vôo

O modelo de testes, que voou por controle remoto, tem 8,5% do tamanho total do projeto

27 Julho 2007 | 15h02

Um jato experimental, semelhante a uma asa-delta, voou com sucesso pela primeira vez, em um programa que poderá levar a aviões mais eficientes, silenciosos e de maior capacidade, diz a Nasa.   O jato de controle remoto, pesando 225 kg, 6,4 metros de envergadura e três motores decolou em 20 de julho, subiu a uma altitude de 7.500 pés (2,3 km) e pousou meia hora mais tarde, segundo anunciou o Centro de Pesquisa de Vôo Dryden, da Nasa, na quinta-feira, 26.   O avião X-48B foi controlado por um piloto baseado no solo. A Nasa e a Boeing disseram que os dados do vôo já estão sendo analisados em comparação com informações de túneis de vento.   O avião e uma réplica exata foram projetados pela Phantom Works, uma divisão da Boeing, em cooperação com a Nasa e um laboratório de pesquisas da Força Aérea dos EUA. O modelo de testes tem 8,5% do tamanho total do projeto.   O X-48B se parece com uma asa-delta, mas as asas se fundem a uma fuselagem achatada e sem cauda.   O desenho pretende gerar mais sustentação com menos arrasto, em comparação com a fuselagem cilíndrica dos aviões convencionais, reduzindo o consumo de combustível durante o vôo.

Mais conteúdo sobre:
nasa jato X-48B

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.