Tadeu Brunelli
Tadeu Brunelli

Jelly Bread, a padaria do Girarrosto, abre em maio

Não foi preciso esperar muito: a pâtissière Amanda Lopes, nem bem saiu do St Honoré, depois de passagens pela Douce France de Fabrice Lenud e pela Brasserie de Erick Jacquin, já se instalou em novo endereço, a Jelly Bread, novo empreendimento de Paulo Barros e Paulo Kress - que pode ser a primeira casa de uma possível rede de padarias.

11 Abril 2012 | 20h45

Instalada ao lado do Girarrosto, a Jelly Bread funcionará como uma padaria e miniempório, com entrada independente. Amanda Lopes será a responsável pela confeitaria da casa e o napolitano Raffaele Mostaccioli, pelos pães. Raffaele já faz os pães com fermentação natural servidos no Italy e no Girarrosto, outras casas do grupo.

Além de oferecer pães e doces de padaria - que Amanda Lopes quer transformar em destaque da casa -, A Jelly Bread deverá fornecer doces e salgados para festas. Por isso, confeiteira e padeiro andam debruçados sobre um cardápio “tradicional” de eventos, com uma linha de doces cozidos (brigadeiros, pasta de amêndoas, cajuzinhos, camafeus de nozes). “Paulo Barros me deu autonomia e liberdade para criar”, diz ela. “E espero também praticar preços mais justos, porque não acredito que um brigadeiro na cidade possa custar R$ 3,50, R$ 5.”

Onde fica:

Jelly Bread

Av. Cidade Jardim, 60, Jardim Europa, 3062-6000

Mais conteúdo sobre:
Paladar Jelly Bread padaria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.