Jogador inglês condenado a 18 meses por agredir mulher é demitido

Marlon King, do Wigan, da 1ª divisão do futebol inglês, deu um soco em uma mulher em um bar.

BBC Brasil, BBC

30 Outubro 2009 | 06h51

Marlon King, atacante da seleção da Jamaica e do clube inglês Wigan, foi condenado pela Justiça inglesa a 18 meses de prisão por ter agredido uma mulher em uma boate.

O Wigan, que está em décimo lugar no campeonato inglês, anunciou que demitirá o jogador, que estará sem clube quando sair da prisão.

Durante o julgamento, foi revelado que King apalpou as nádegas de uma estudante de 20 anos em um bar londrino em dezembro.

Após ter seus avanços rejeitados, ele deu um soco na jovem, quebrando seu nariz.

King, de 29 anos, já teve 13 condenações anteriores, duas delas envolvendo agressão contra mulheres.

O jogador, que é casado e pai de três filhos, negou a agressão durante o julgamento e disse que teria sido confundido com outra pessoa.

Na época do ataque, ele jogava em outro clube da primeira divisão, o Hull, onde fazia parceria no ataque com o brasileiro Geovanni.

Marlon King, que ganha 40 mil libras (R$ 114 mil) por semana no Wigan, é titular da seleção da Jamaica. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
futebol marlon king wigan agressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.