Jogo virtual propõe reduzir o impacto humano no ambiente

Já imaginou como será a cidade do Rio em 2062? A Lord Culture Resources e o grupo AXA, junto com a Pnuma, pensaram. Por meio de um jogo inédito e online, as pessoas que estão na Rio+20 ou ao redor do mundo poderão opinar e jogar no cenário o que cada um imagina para a cidade até o dia 21 de junho.

BERNARDO MOURA, ESPECIAL PARA O ESTADO / RIO, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2012 | 03h04

O lançamento ocorreu no Centro Cultural Banco do Brasil, um dos locais de eventos paralelos à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20. O "Forward+50", como é chamado, está disponível desde as 9 horas de ontem no site www.forwardplus50.com. Ele foi feito para provocar nas pessoas o impacto que cada um provoca hoje e será vivenciado pelas gerações futuras, daí o nome.

A vice-presidente da Lord Culture, Laure Colliex, explicou que foram dois anos de intenso trabalho. A proposta é que as pessoas se divirtam de forma opinativa sobre o meio ambiente. "É a primeira vez que apresentamos oficialmente este jogo", disse.

No game, há um cenário da cidade carioca a partir da Baía de Guanabara, com direito a favelas, Lapa e a Ponte Rio-Niterói, e sete missões diárias a serem cumpridas pelo jogador para reduzir o impacto humano no meio ambiente: energia, construção, transporte, agricultura sustentável, saúde, água e saneamento.

A partir daí, o jogador decide, por voto, a opção pela construção de uma usina de energia nuclear ou instalações de painéis solares, por exemplo. Se tais fatos irão ocorrer, vai depender dos votos das outras pessoas. Afinal, o jogo é colaborativo. A expectativa é atingir 20 mil jogadores por dia. Depois do Rio, o 'Forward+50' vai visitar Toronto e cidades do Qatar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.