Jornal fundado por Lacerda pára de circular no Rio

A Tribuna da Imprensa, jornal fundado por Carlos Lacerda em 1949 e um dos principais instrumentos da oposição da UDN ao segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954), encerrado com o suicídio do presidente, anunciou ontem que não circulará a partir de hoje. À tarde, Fernandes reuniu os empregados para comunicar que todos deverão aguardar uma solução em casa - sem salários. O proprietário do jornal, Hélio Fernandes, ocupou toda a primeira página do diário com um artigo, sob o título ?Esta Tribuna interrompe momentaneamente a sua circulação?, no qual ataca o ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), por suposta demora para dar sentença em um processo indenizatório que o jornal move contra a União desde 1979 por perseguições na ditadura. A reportagem procurou o ministro, mas a assessoria do STF informou que ele está de licença médica e não se pronunciaria. ?Uma repercussão nacional sensacional, o telefone não pára?, disse Fernandes, de 88 anos, diretor da publicação desde 1962 e que fechou a primeira página com o artigo em segredo, surpreendendo os funcionários. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.