Jornalista palestino é condenado à prisão por ofensa a Abbas

Um tribunal palestino condenou um jornalista local a um ano de prisão, na quinta-feira, por causa de uma foto postada no Facebook que foi considerada ofensiva ao presidente Mahmoud Abbas.

NOAH BROWNING, Reuters

28 de março de 2013 | 21h32

A decisão contra Mamdouh Hamamreh, que trabalha para o canal de TV al-Qud em Belém, é a segunda do tipo neste ano, em que palestinos receberam penas de prisão devido a caricaturas do presidente.

Jornalistas e fiscais da mídia, dizendo que Hamamreh havia sido apenas "marcado" na foto e não a havia criado, criticaram a decisão e as restrições à liberdade de imprensa impostas pela Autoridade Palestina, apoiada pelo Ocidente.

A imagem ofensiva justapôs a imagem de Abbas ao lado de um homem com aparência semelhante que faz o papel de um colaborador das forças coloniais francesas em um antigo drama de televisão sírio.

"Eles se assemelham em tudo", dizia a legenda.

Muitos palestinos veem Abbas como conciliador demais com Israel e se ressentem com a coordenação entre forças de segurança israelenses e palestinas supervisionadas por Abbas.

Grupos defensores dos direitos palestinos criticaram a decisão.

"(Hamamreh) nem sequer publicou a imagem. Quando as imagens online são criminalizadas, é uma grave violação de direitos de expressão fundamentais", disse Riham Abu Aita, do Centro Palestino para Desenvolvimento e Liberdade de Imprensa.

"Esta questão é entre o promotor e o tribunal, e o presidente não tem nada a ver com o processo", afirmou o assessor jurídico de Abbas, Hassan al-Ouri, à Reuters sobre o caso Hamamreh.

Um tribunal na cidade de Nablus, norte da Cisjordânia, condenou em fevereiro um homem a um ano de prisão por criar uma imagem de Abbas em que o fez parecer um jogador de futebol, e colocou o título "o novo atacante do Real Madrid".

Anas Awad, 26 anos, negou que tivesse a intenção de ofender e o presidente rapidamente o perdoou.

(Reportagem adicional de Ali Sawafta)

Tudo o que sabemos sobre:
CIRJORDANIAJORNALISTACONDENADOPRISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.