José Tadeu Jorge é escolhido reitor da Unicamp

Com 53,32% dos votos válidos, o engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge foi o vencedor no segundo turno da consulta indicativa para a escolha do próximo reitor da Unicamp - uma das mais importantes universidades da América Latina, responsável por 15% da pesquisa acadêmica no Brasil. Tadeu Jorge já foi reitor da instituição, no período de 2005 a 2009, e ocupou o cargo de secretário de Educação no governo Hélio de Oliveira Santos (PDT), cassado ano passado por escândalos na administração com denúncias de fraudes em contratos públicos.

SARAH BRITO, Agência Estado

22 de março de 2013 | 16h33

Na ocasião, em junho, Tadeu Jorge pediu para sair do cargo. Além disso, seu nome aparece na lista de "super salários" divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo. A apuração dos votos terminou por volta das 2h15 desta sexta-feira. A vitória é considerada "do povo", uma vez que a maioria dos funcionários e estudantes escolheu o novo reitor. Foram 11.788 votos. Dos 1.655 docentes que compareceram às urnas, 771 votaram em Tadeu e 839 em Saad.

Já entre os 5.943 funcionários que participaram do pleito, 4.038 votaram em Tadeu, contra 1.592 em Saad. E dos 4.190 estudantes que participaram do segundo turno, 2.084 votaram em Tadeu enquanto 2.009 preferiram Saad. As abstenções atingiram 16,03% entre docentes; 21,52% entre funcionários; e 83,91% entre estudantes. O resultado da consulta será agora encaminhado ao Conselho Universitário (Consu) da Unicamp, que se reúne no início de abril para aprovar a listra tríplice.

A prerrogativa de escolher o próximo reitor é do governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), com base na lista tríplice elaborada pelo Consu. Caso seja escolhido, ele toma posse em abril e ficará à frente da Unicamp pelos próximos quatro anos. O segundo colocado, o médico Mario José Abdalla Saad teve 46,68% dos votos. Tadeu tem o geólogo Álvaro Crosta como seu companheiro de chapa para o cargo de coordenador-geral da Unicamp.

Processo

O nome do professor é citado no relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de São Paulo, na lista de funcionários da Unicamp que receberam salários acima do limite permitido por lei, segundo auditoria de 2011. Quando a lista foi divulgada, Tadeu Jorge afirmou que acredita que a Unicamp age dentro dos princípios legais. O processo segue em tramitação e não tem data prevista para o julgamento.

C

Tudo o que sabemos sobre:
UnicampreitorJosé Tadeu Jorge

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.