Jovem arrastada por carro recebe alta em SP

A estudante de Administração de Empresas Flaviana Barbosa, de 27 anos, deixou ontem o hospital em Ribeirão Preto (SP) onde estava internada após ser atropelada e arrastada por 900 metros enquanto passeava de moto com o noivo, em 26 de setembro, em Araraquara, a 270 quilômetros de São Paulo. Com várias fraturas e queimaduras de terceiro grau, chegou a ficar 47 dias em coma induzido e passou por uma série de cirurgias. O acidente aconteceu quando o carro dirigido por Admilson Alves de Oliveira, de 26 anos, bateu na traseira da moto. Flaviana ficou presa embaixo do carro, que não parou. A estudante disse ontem que não tem qualquer notícia sobre o motorista que a arrastou. Ainda abalada com o acidente, não se deixa fotografar. ?Não conheço ele e nem quero saber quem é. Sinceramente, não tenho raiva dele nem lhe desejo mal, mas não quero ver foto e nem saber quem é?, diz. Admilson está preso na Penitenciária de Araraquara e responde a processo por tentativa de homicídio. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.