Jovem de 22 anos morre no RJ com suspeita de dengue

Uma jovem de 22 anos morreu na última quinta-feira com suspeita de dengue hemorrágica no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte do Rio. Se confirmado, será o primeiro registro de morte por dengue depois da epidemia que atingiu o Estado do Rio no primeiro semestre. Foram mais de 20 mil casos e mais de 90 mortes. De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde, a balconista Daniela de Souza fez diversos exames clínicos desde sua entrada na emergência, na última quarta-feira. Para a secretaria, as principais hipóteses de sua morte são meningoccemia, dengue hemorrágica e septicemia bacteriana. O sepultamento da jovem, que ocorreria na sexta-feira, foi adiado pela família, que decidiu encaminhar o corpo ao Instituto Médico Legal (IML) para a realização de autópsia. Os parentes da vítima afirmam ter um atestado de óbito onde já consta dengue hemorrágica como causa da morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.