Jovem é suspeito de matar colega por namorada em SP

Rapaz fugiu horas depois do assassinato; advogado diz que ele se apresentará à Justiça

JAIR ACEITUNO, Agencia Estado

21 Fevereiro 2008 | 15h26

O estudante Alexsander Galvão, de 23 anos, morreu em conseqüência dos cinco tiros que o atingiram, na noite de segunda-feira, nas proximidades de uma escola em Assis (SP). Populares ouviram uma briga e disparos, e chamaram a polícia. Levada ao hospital, a vítima disse que o autor dos disparos seria seu colega Marcelino Camargo, de 21 anos, e que com ele havia outros homens, que teriam fugido num automóvel.   Familiares e amigos disseram que Alexsander e Marcelino já haviam brigado por causa da namorada do primeiro e que o agressor teria dito que mataria o desafeto. Ele teria, inclusive, exibido a arma com que praticaria o crime.Ao mesmo tempo em que prestava socorro a Alexsander, a polícia encontrou dois dos supostos agressores, levando-os para a delegacia, onde o delegado Mário Bicalho os indiciou por porte ilegal de arma, já que portavam uma espingarda. Marcelino conseguiu fugir e é procurado. Seu advogado disse que o apresentará às autoridades até o final da semana. Alexsander morreu algumas horas após a briga.

Mais conteúdo sobre:
São Paulonamorada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.