Jovem morre após confusão em show de rock em BH

Um jovem morreu na madrugada de hoje após se envolver em uma briga durante um show do Pop Rock Brasil, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte. Lucas Ribeiro Coelho, de 19 anos, faleceu depois de dar entrada no Hospital de Pronto-Socorro Odilon Behrens. De acordo com a Polícia Civil, um laudo do Instituto Médico-Legal (IML) irá apontar a causa da morte. Lucas havia trocado agressões com Jéferson Adriano Vicentini, de 27 anos, no interior de um camarote do evento. O tumulto teve início quando a banda Charlie Brown Jr. se apresentava. O tenente Marcelo Augusto de Oliveira, do Batalhão de Choque da Polícia Militar, disse que, após perceber a confusão, dirigiu-se ao camarote e encontrou o jovem caído, sendo atendido por paramédicos. "Quando cheguei, a vítima estava deitada no solo, desacordada, sem fratura ou sangramento. Parecia ser uma parada cardíaca", disse o PM. Ele negou que Lucas tivesse sofrido uma queda do camarote, como chegou a ser divulgado. Jéferson, que admitiu ter "trocado socos" com Lucas, foi preso em flagrante e levado para a Delegacia Adida do estádio. Em depoimento ao delegado de plantão Élcio Sá Bernardes, ele disse que a briga começou porque sua namorada alegou ter sido agredida por Lucas. Jéferson pagou fiança de R$ 600 e foi liberado. Segundo a Polícia Civil, o IML, a princípio, descarta que o óbito tenha ocorrido em conseqüência das agressões. O inquérito, no entanto, será conduzido pela Divisão de Homicídios. A 98 FM e a DM Promoções, responsáveis pela organização do Pop Rock Brasil 2007, divulgaram nota afirmando que tomaram todas as providências necessárias para o socorro da vítima. "Posteriormente a organização tomou conhecimento que o rapaz veio a falecer no hospital. Até o momento a organização não tem conhecimento da sua real causa-morte", diz o comunicado distribuído à imprensa.Conforme estimativas dos organizadores, o Mineirão recebeu ontem, primeiro dia de shows, um público de cerca de 25 mil pessoas. O Pop Rock prosseguiria hoje com a apresentação de oito bandas. Na ocorrência da PM, Lucas foi identificado como um menor de 17 anos. A Polícia Civil, porém, corrigiu a informação, divulgando que ele tinha 19 anos. O corpo do jovem foi liberado hoje, no início da tarde.

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

18 de novembro de 2007 | 17h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.