Pascal Rossignol/Reuters
Pascal Rossignol/Reuters

Jovens entram em confronto com polícia no norte da França

Manifestantes dispararam contra a polícia e incendiaram carros e um centro de lazer em Amiens

Reuters

14 de agosto de 2012 | 07h52

Texto atualizado às 10h43

 

AMIENS, FRANÇA - Cerca de 100 jovens franceses entraram em confronto com a polícia durante a madrugada desta terça-feira, 14, disparando contra eles, incendiando carros, um centro de lazer e uma creche na cidade de Amiens, no norte da França, afirmou uma autoridade do governo.

Reforços policiais foram enviados para o local e o ministro do Interior, Manuel Valls, fará uma visita à cidade, onde duas noites de violência foram aparentemente provocadas por tensões devido às revistas aleatórias de moradores. "Dezesseis policiais ficaram feridos, alguns por balas de chumbo grosso", disse a autoridade do gabinete da prefeitura da região, Thomas Lavielle, à emissora Tele TV.

 

O governo socialista de Valls já havia indicado a necessidade de policiamento extra no subúrbio de Amiens, onde eclodiu a violência. As tensões continuaram altas em bairros desfavorecidos da França, onde a falta de emprego, a discriminação racial, o senso generalizado de alienação da maioria da sociedade e a percepção de hostilidade da polícia têm frequentemente contribuído para o aumento da violência.

Semanas de tumultos em 2005, a pior agitação urbana na França em 40 anos, levou à imposição de um estado de emergência pelo então governo de centro-direita. A morte de dois jovens atingidos por um carro de polícia provocou a violência em 2007. Mais agitações continuaram em 2010, quando a polícia atirou e matou um jovem que havia assaltado um cassino.

Tudo o que sabemos sobre:
FRANAAGITACAOJOVENS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.