JSL faz acordo de R$350 mi para logística da MAN em Resende

A operadora logística JSL anunciou nesta terça-feira ter fechado contrato com a montadora de caminhões e ônibus MAN para operar a logística interna da fábrica da empresa alemã em Resende (RJ). O valor global do contrato é de 350 milhões de reais e tem um prazo de 60 meses.

Reuters

24 de julho de 2012 | 09h13

De acordo com o presidente da JSL, Fernando Simões, esse é o maior contrato da companhia em 2012, e faz com que os acordos fechados somente neste ano ultrapassem 1 bilhão de reais.

O contrato com a MAN compreende quatro operações integradas: gestão do centro logístico, logística interna da fábrica, operação de SKD (planejamento e gestão de partes semimontadas) e de CKD (planejamento e gestão de autopeças e acessórios).

"Vamos ser o único operador logístico dentro da MAN... seremos responsáveis por receber todas as peças que entram na planta, fazer todo o controle de armazenagem e abastecimento da linha de produção", afirmou Simões à Reuters.

Segundo o presidente, a JSL também será responsável por receber as peças importadas que chegam à MAN principalmente pelo porto do Rio de Janeiro. "E tudo o que ela for exportar, nós é que iremos fazer as embalagens e despachar", completou.

A JSL absorverá cerca de 850 pessoas e investirá 15 milhões de reais em equipamentos (160 ativos, principalmente empilhadeiras e paleteiras), não envolvendo a aquisição de veículos.

A MAN é controlada pela Volkswagen e, no Brasil, possui mais de um terço do mercado de caminhões. Segundo o site da MAN Latin America, a capacidade total de produção em Resende é de 80 mil veículos por ano.

(Por Carolina Marcondes)

Tudo o que sabemos sobre:
TRANSPORTESJSLMAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.