Juíza morre ao se submeter a um lipoaspiração em Recife

Roseane Padilha, de 34 anos, estava com casamento marcado para o dia 8 de setembro

Angela Lacerda, do Estadão,

25 Julho 2007 | 23h52

Com casamento marcado para o dia 8 de setembro, a juíza Roseane Moura Padilha, de 34 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira, 25, ao se submeter a uma lipoaspiração no Hospital Medical Center, da Rede Alfa, no bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife.   Segundo informações da direção do hospital, ela teve uma queda de pressão seguida de parada cardíaca. Durante duas horas e meia a equipe médica tentou ressuscitá-la, sem sucesso. De acordo com a família, ela entrou às 20 horas da terça-feira (24) na sala de cirurgia, com previsão de término às 22 horas. Por volta de uma hora, a equipe avisou da parada cardíaca. O corpo da juíza, que trabalhava no Juizado Cível de Caruaru, no agreste, foi velado na sede da Associação dos Magistrados de Pernambuco  (Amepe).   A delegacia de Boa Viagem investiga a morte. O delegado Evaristo Neto disse que será apurado se houve erro médico. O cirurgião que realizou a lipoaspiração deverá ser ouvido pelo delegado, em data ainda não definida. O enterro do corpo da juíza será enterrado nesta quinta-feira, 26, no cemitério Morada da Paz, município metropolitano de Paulista.

Mais conteúdo sobre:
lipoaspiração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.