Juizados em aeroportos de SP registram 940 queixas

Os juizados especiais nos aeroportos de Congonhas e Cumbica (Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos) registraram 940 reclamações neste ano, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). As unidades foram instalados no mês de julho do ano passado, em razão do crescente aumento de reclamações relacionadas ao serviço de transporte aéreo.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

28 de abril de 2011 | 18h12

Os principais registros de queixa são falta de assistência, atrasos e cancelamentos de voos, extravio, violação e furto de bagagem, além de overbooking. Do total das reclamações, foram obtidos 139 acordos, o que representa um índice de 15%.

Também foram dadas 1.789 orientações aos usuários. O aeroporto de Cumbica registrou mais reclamações, somando 733. O juizado no local funciona das 11 horas às 22 horas durante a semana, e das 14 horas às 19 horas nos finais de semana. Em Congonhas foram 207 queixas desde o início do ano. Lá, a unidade funciona das 10 horas às 19 horas em dias úteis e das 14 horas às 19 horas nos finais de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.