Julgamento de Carla Cepollina é retomado em SP

Com atraso de quase três horas, começou às 14h40 da tarde desta terça-feira, , na zona oeste da capital paulista, o segundo dia de júri da advogada Carla Cepollina, de 46 anos. A sessão, com início previsto para às 12h, foi adiada por causa de uma falha no sistema de energia elétrica do Fórum da Barra Funda. Parte da casa ficou sem luz das 9h às 13h desta terça-feira.

GHEISA LESSA, Agência Estado

06 de novembro de 2012 | 15h30

De acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, neste segundo dia de júri está prevista a leitura de algumas peças do processo e deve acontecer o interrogatório da acusada. A audiência não tem horário previsto de término.

Carla Cepollina é acusada de assassinar o coronel Ubiratan Guimarães - conhecido por ter comandado a invasão do Carandiru em 1992, provocando 111 mortes no Pavilhão 9 - com um tiro no abdome, há seis anos. Na segunda-feira, o Fórum recebeu a primeira sessão do julgamento da acusada.

Falta de energia

De acordo com a Eletropaulo, a interrupção no fornecimento de energia no Fórum da Barra Funda foi causada por uma sobrecarga no sistema interno do local que desligou um elo entre a caixa de energia da casa e a rede elétrica. A empresa enviou uma equipe de técnicos para o local.

Tudo o que sabemos sobre:
júricepollina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.