Julgamento de 'maníaco da Cantareira' começa à tarde

Começa às 13h30 de hoje, no Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, o julgamento de Ademir Oliveira Rosário, conhecido como o "maníaco da Cantareira". Ele é acusado pelo homicídio de dois irmãos adolescentes, em 22 de setembro de 2007, na Serra da Cantareira, na zona norte da capital paulista. Segundo o Tribunal de Justiça, apenas o réu confesso será ouvido durante o júri e a previsão é a de que a sentença seja divulgada ainda hoje.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

13 Março 2012 | 09h06

Ademir foi preso alguns dias depois de matar os irmãos Francisco Ferreira de Oliveira Neto, de 14 anos, e Josenildo José de Oliveira, de 13. Ele teria abusado sexualmente de um dos meninos. Os corpos foram encontrados em uma mata próxima à serra.

A defesa entrou com recurso a fim de reformar a sentença para afastar os crimes sexuais, sob a alegação de ausência de indícios suficientes de autoria, mas o desembargador Poças Leitão, relator do processo, entendeu haver indícios suficientes de autoria, tanto em relação aos homicídios como no tocante aos crimes sexuais, mantendo, assim, a decisão que leva Ademir a júri popular.

Mais conteúdo sobre:
Justiça maníaco da Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.