Justiça absolve estilista Ronaldo Esper

O estilista Ronaldo Esper foi absolvido pela Justiça da acusação de furto de dois vasos do cemitério do Araçá, na zona oeste de São Paulo, no dia 19 de janeiro. O juiz Marcio Falavigna Sauandag, da 30ª Vara Criminal de São Paulo, afirmou em sua decisão que não surgiu durante a investigação ninguém que fosse reclamar ser dono dos vasos e disse ainda que o local onde eles estavam tinha aspecto de abandonado. "O que podia induzir a idéia de que se tratava de coisa sem dono, largada, renunciada por quem de direito", justificou o juiz.

RICARDO VALOTA, Agencia Estado

21 de agosto de 2007 | 10h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.