Justiça afasta do cargo o reitor da Fundação Santo André

Bermelho havia sido denunciado por peculato qualificado e uso de documentos falsos

Elvis Pereira, estadao.com.br

25 de junho de 2008 | 12h21

O juiz João Antunes dos Santos Neto, da 5ª Vara Cível de Santo André, determinou na terça-feira, 24, o imediato afastamento de Odair Bermelho do cargo de reitor da Fundação Santo André, no ABC paulista. Ele também deverá deixar as presidências da Fundação e do Conselho Diretor da instituição. Bermelho havia sido denunciado à Justiça pelo Ministério Público por peculato qualificado e uso de documentos falsos. Em seu despacho, o juiz afirma haver indícios que o denunciado tenha cometido os crimes. Segundo o MP, Bermelho usou R$ 18.178,57 da instituição para pagar despesas pessoais. Para obter o dinheiro, ele teria alegado que participaria de um congresso em Fortaleza, no Ceará, em julho de 2005. O reitor embarcou oito dias antes da reunião, no dia 17. Antes de chegar ao Ceará, passou por Recife, em Pernambuco, e por Fernando de Noronha. No dia 23, na companhia do auditor Afonso Rodrigo de David, ele partiu para São Luís, no Maranhão, onde teria participado de uma jornada sobre educação realizada pela Universidade Federal do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
corrupçãoFundação Santo André

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.