Justiça concede habeas para patrono da Beija-Flor

O presidente de honra da escola de samba Beija Flor de Nilópolis, Aniz Abraão David, conhecido como Anísio, recebeu na noite de ontem habeas corpus concedido pelo ministro da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Sebastião Reis Júnior.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

09 Março 2012 | 10h07

Anísio, considerado um dos chefes do jogo do bicho no Rio, foi preso em Copacabana, na zona sul da cidade, em janeiro deste ano, por contravenção e formação de quadrilha.

Devido ao diagnóstico de arritmia cardíaca apresentado na época, Anísio ficou inicialmente no Hospital Psiquiátrico Penal, em Bangu, na zona oeste. Depois, ele foi levado para uma penitenciária. Segundo o STJ, também foi concedido habeas corpus para o patrono da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, Luiz Pacheco Drumond, que era considerado foragido.

Mais conteúdo sobre:
habeas corpusBeija-Flor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.