Justiça conclui que não houve estupro no 'BBB'

A Rede Globo fez questão de anunciar ontem que o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro encerrou o inquérito policial contra o modelo Daniel Echaniz, investigado por estupro no programa Big Brother Brasil 12. Para tanto, foi decisivo o depoimento de Monique, alvo do suposto estupro. Ela deixou a casa no domingo, por decisão do público, e reiterou que as carícias trocadas entre os dois foram consensuais.

O Estado de S.Paulo

21 Março 2012 | 03h02

O episódio que gerou o inquérito se deu após uma noite de festas e muita bebida alcoólica servida na casa. Diante da suspeita de que o modelo tivesse ultrapassado os limites impostos por Monique, em cena que mostrava o casal já na cama, a direção da Globo optou pela expulsão dele do programa. A abertura de inquérito policial sobre o caso impediu, até ontem, que Daniel pudesse deixar o País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.