Justiça condena hospital por morte de bebê no RJ

Os pais de um menino de um ano que faleceu por negligência receberão R$ 40 mil cada um do Hospital das Clínicas Infantil, na Baixada Fluminense. A decisão é da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio. Segundo o TJ-RJ, a criança morreu após quatro dias de internação devido à demora na transferência para a UTI e a tratamento inadequado.

EQUIPE AE, Agência Estado

21 Outubro 2011 | 21h07

A criança foi levada a um hospital, no dia 29 de novembro de 1994, onde foi diagnosticado o quadro clínico de vômitos e diarreia com muco de sangue. Em seguida, a criança foi transferida ao hospital réu, conveniado ao Serviço Único de Saúde (SUS), onde foi internado sem a autorização da mãe. Ela não teve permissão para acompanhar o filho durante o período de internação.

Após quatro dias internado, o menino morreu e o hospital não prestou aos responsáveis pela criança esclarecimento sobre o tratamento ao qual o bebê foi submetido. O hospital alegou que os médicos agiram acertadamente, ministrando tratamento adequado. Em sua decisão, o desembargador Elton Leme, relator do processo, disse ser "inequívoco o padecimento e sofrimento dos autores, diante da morte do filho de um ano de idade após quatro dias de internação em unidade hospitalar conveniada ao SUS, decorrente do tratamento inadequado constatado no laudo do perito do juízo".

Mais conteúdo sobre:
saúde morte hospital

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.