Justiça determina retorno de S. a pai biológico nos EUA

O juiz substituto da 16ª Vara da Justiça Federal do Rio de Janeiro, Rafael de Souza Pereira Pinto, determinou que o garoto S., de nove anos, retorne imediatamente aos Estados Unidos, onde deverá ser encaminhado ao pai biológico, David Goldman. O menino deve ser entregue às autoridades norte-americanas no prazo de 48 horas. A sentença foi dada hoje.

FABIO M. MICHEL, Agencia Estado

01 de junho de 2009 | 19h59

S. veio ao Brasil há cerca de cinco anos. Em 2008, após a morte de sua mãe, o padrasto ficou com a guarda provisória da criança. David Goldman, no entanto, entrou na Justiça e pede o retorno do filho aos EUA. O advogado da família de S. no Brasil, Sergio Tostes, informou que pretende recorrer da decisão.

Mais conteúdo sobre:
guardacriançaEUAJustiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.