Justiça do Rio determina libertação de Black Blocs

A juíza da 27.ª Vara Criminal, Simone Ferraz, determinou a libertação dos três acusados de administrarem o perfil Black Bloc RJ, no Facebook. Henrique Palavra Vianna, Daniel Guimarães Ferreira e Jahn Gonçalves Traxler foram presos no último dia 6 pelos crimes de formação de quadrilha armada e incitação à violência. Eles estão presos em Bangu 9, no Complexo Penitenciário de Gericinó, na zona oeste.

CLARISSA THOMÉ, Agência Estado

12 de setembro de 2013 | 19h17

Os advogados do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH), coletivo de advogados voluntários que defendem os jovens, pediram a liberdade provisória dos três rapazes, alegando que são estudantes, têm bons antecedentes e casa própria. "Além disso, o delito de formação de quadrilha armada não procede. Não havia arma. Havia um objeto (feito de pregos) que não foi usado em nenhum delito", afirmou o advogado Felipe Coelho.

Os jovens devem ser liberados na manhã desta sexta-feira, 13. Segundo o advogado, não há tempo hábil para o alvará chegar ao presídio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.