Justiça francesa abre inquérito sobre morte de CEO da Total, diz fonte

Procuradores de Paris abriram uma investigação de homicídio após a morte de Christophe de Margerie, CEO do grupo de petróleo francês Total, na queda de uma avião na Rússia, disse uma fonte do judiciário à Reuters nesta terça-feira.

REUTERS

21 de outubro de 2014 | 09h39

Separadamente, a agência de investigação de acidentes francesa BEA disse que vai participar no inquérito sobre o acidente aéreo, enviando três investigadores a Moscou ainda nesta terça.

De Margerie morreu quando seu jatinho privado bateu em um veículo de remoção de neve no momento em que decolava do aeroporto de Vnukovo, em Moscou, na noite de segunda-feira.

(Reportagem de Marine Pennetier e Tim Hepher)

Mais conteúdo sobre:
FRANCATOTALEXECUTIVO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.