Justiça obriga SP a fornecer remédios a portador de HIV

Um portador do vírus HIV obteve na Justiça o direito de receber os remédios Tipranavir e Fuzeon da prefeitura de Santos (SP) e do governo de São Paulo. A decisão, da 2ª Vara da Fazenda Pública da cidade, foi divulgada pela Defensoria Pública hoje. Segundo a Defensoria, as Secretarias de Saúde da prefeitura e do Estado recusaram-se a entregar os medicamentos por não constarem na lista de fornecimento. O portador, que está desempregado, não teria renda suficiente para comprá-los. O tratamento dele prevê o uso mensal de uma caixa do Tripranavir, que custaria, em média, R$ 1,8 mil, e do Fuzeon, cujo valor seria de R$ 1,3 mil. De acordo com o órgão, foram expedidos os mandados de citação e intimação para as secretarias.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

10 de janeiro de 2008 | 20h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.