Karzai oferece segurança a líder do Talebã em troca de paz

Se EUA discordar, que deixem o país ou o tirem do governo, disse presidente afegão.

Da BBC Brasil, BBC

16 Novembro 2008 | 17h51

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, disse neste domingo que "poderá fazer de tudo a seu alcance" para proteger o líder do Talebã, Mulá Omar, se ele concordar em iniciar conversações de paz com o governo afegão. Karzai fez esta oferta apesar de uma recompensa de até US$ 10 milhões prometida pelos Estados Unidos pela captura do líder do Talebã, que se encontra foragido desde 2001. O presidente afegão disse que se os Estados Unidos e outros países ocidentais discordarem dele neste assunto, podem deixar o país ou destituí-lo. O Mulá Omar evadiu captura quando o Talebã foi retirado do poder no Afeganistão em 2001. Segundo correspondentes, há um crescente debate internacional sobre a necessidade de se negociar com o Talebã depois que integrantes do movimento tiveram sucessos militares no Afeganistão, especialmente no sul do país. O presidente afegão reiterou, contudo, que ele não aceitará pré-condições do Talebã. Ainda não houve reação do Talebã, mas o grupo exigiu anteriormente a retirada das forças estrangeiras do Afeganistão antes de participar de negociações de paz. As autoridades afegãs acreditam que o Mulá Omar esteja escondido no Paquistão, país vizinho, embora o governo do país negue essa possibilidade. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.