Kassab, em férias, vai a Paris com a comitiva

Em férias de sete dias, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), viaja hoje a Paris para apresentar a candidatura de São Paulo como sede da Expo 2020, exposição mundial. "É um evento mais importante para a cidade do que a Copa do Mundo de 2014", afirma Kassab. Só para inscrever a capital paulista, a Prefeitura pagou hoje R$ 180 mil ao Bureau International des Expositions de Paris.

AE, Agência Estado

19 de novembro de 2011 | 08h18

A comitiva do prefeito na capital francesa inclui assessores, secretários, o vice-presidente da República, Michel Temer, e representantes de empreiteiras do País. Após a visita, os secretários e assessores de Kassab vão até Londres, na Inglaterra, onde farão uma visita técnica ao parque olímpico em construção na cidade-sede da Olimpíada de 2012.

Em licença não remunerada, Kassab vai pagar as próprias despesas, assim como o vice-presidente e os sócios de empresas como a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa. Para assessores e secretários, porém, o governo municipal vai bancar diárias de até US$ 495 dólares (R$ 891) para hospedagem, transporte interno e alimentação.

Os secretários adjuntos das pastas de Comunicação e de Relações Internacionais, um assessor pessoal do prefeito e o secretário especial de Articulação para Grandes Eventos, Walter Feldman, integram a comitiva. Quatro assessores da Secretaria de Relações Internacionais também estarão na viagem. A Prefeitura ainda mandou imprimir R$ 3,2 mil em folhetos de divulgação sobre a cidade, que serão distribuídos em Paris.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
fériasKassabParis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.