Kassab veta detalhes de lei de restrição a caminhões

O prefeito de São Paulo Gilberto Kassab publicou hoje lei da Câmara Municipal que institui o programa de restrição ao tráfego de caminhões na cidade. No entanto, ele vetou o trecho da lei que determinava extensão, área e horário de proibição e trouxe para si o poder de decidir sobre esses pontos, por meio de regulamentação, que sai em até 30 dias.Na opinião do autor da lei, o vereador Jooji Hato (PMDB), o texto saiu sem suas determinações mais importantes. "Espero que o prefeito regulamente a lei da forma mais próxima possível do que aprovamos na Câmara", disse Hato, lembrando que existe a possibilidade de a casa legislativa derrubar o veto de Kassab. "Estou preocupado. Pode acontecer de a regulamentação esvaziar a lei."O trecho vetado impedia qualquer caminhão de circular pela cidade de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 7 às 10 horas e das 17 às 20h. Segundo Hato, o principal ponto de resistência da Prefeitura é aprovar a proibição para a totalidade dos caminhões. "Conversei com Kassab cinco vezes sobre o projeto e em todas elas pedi que ele tirasse todos os caminhões", disse o vereador. "Ele respondeu que está estudando a questão, mas Alexandre (de Moraes, secretário dos Transportes) não foi nada receptivo à idéia."Para Hato, se for proibido o trânsito de caminhões de acordo com o número final da placa dos veículos, apenas 20% deles sairão de circulação, o que seria insuficiente para melhorar o trânsito. "Se o prefeito estipular como critério as placas com final par ou ímpar, já será menos pior, pois tiraremos 50% dos caminhões das ruas", disse o vereador. Kassab ainda não definiu detalhes sobre o rodízio de caminhões na cidade, mas já anunciou que ele valerá para a Avenida dos Bandeirantes e marginais do Rio Pinheiros e Tietê.ZMRCO primeiro dos três decretos da Prefeitura que regulamentarão as restrições de tráfego na cidade saiu em 12 de maio. O texto proíbe o trânsito de caminhões na Zona Máxima de Restrição de Circulação (ZMRC), de segunda a sexta-feira das 5 às 21 horas e aos sábados das 10 às 14 horas. A área, de 100 quilômetros quadrados, abrange quase todo o Centro Expandido da capital paulista.O prefeito prepara agora decretos que delimitem as regras para o rodízio de caminhões e para restringir a circulação de veículos urbanos de carga (VUCs). Segundo a Secretaria dos Transportes, serão esses os três decretos que regulamentarão a lei de autoria de Hato. Por isso, informou a assessoria, o Prefeito optou por vetar os trechos aprovados pela Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.