Laboratório móvel ensina agricultor a aplicar defensivos

Programa Aplique Bem percorrerá o Brasil orientando produtor rural quanto ao uso[br]racional de agrotóxicos

O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2007 | 02h31

O Tech Móvel, laboratório móvel do programa Aplique Bem, já está na estrada. O programa é resultado da parceria público-privada entre a empresa Arysta LifeScience e o Instituto Agronômico (IAC), órgão da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, e foi desenvolvido para orientar os agricultores a usar de forma racional os defensivos agrícolas.TREINAMENTO E INSPEÇÃOO laboratório itinerante está equipado e preparado para fazer treinamento, inspeção e regulagem dos equipamentos de pulverização. Até sexta-feira, o programa visitará os produtores de hortaliças de Sorocaba, Ibiúna e Piedade, no interior de São Paulo.O objetivo do programa é orientar os agricultores quanto ao uso racional de defensivos agrícolas, preservação do meio ambiente e economia nos custos de produção. Os agricultores recebem treinamento e informações, além de demonstrações sobre a tecnologia de aplicação de defensivos, desde a regulagem dos tratores e pulverizadores até o manejo correto e seguro e descarte das embalagens.Segundo o coordenador de Marketing da Arysta, Ricardo Dias, além dos ganhos com a aplicação adequada, economia e eficiência no controle, o programa ajudará os produtores a cumprirem uma das principais normas dos sistemas de certificação PIF (Produção Integrada de Frutas) e EurepGap (Euro-Retailers Produce Working Group), que consiste na comprovação do treinamento dos aplicadores e avaliação freqüente dos pulverizadores.Até o fim do ano, a previsão é visitar e treinar cerca de 150 propriedades e atingir mais de 1.500 produtores com treinamento especializado.O roteiro inclui as regiões produtoras de hortaliças e frutas nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas. Todas as propriedades receberão um selo que atesta a regulagem do equipamento e o uso racional de defensivos agrícolas. Para saber o itinerário do programa, tel. (0--11) 3054-5000 ou no site: www.arystalifescience.com.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.