Lacrado depósito supostamente ligado a Law Kin Chong

Estabelecimento foi descoberto na quinta-feira após denúncia anônima; local não possui alvará

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

16 de novembro de 2007 | 18h14

A Prefeitura interditou nesta sexta-feira, 16, um depósito no Brás, centro de São Paulo, pertencente à empresa Agropastoril Santa Luzia, que teria como sócio o empresário chinês naturalizado brasileiro Law Kin Chong. O imóvel foi lacrado após ter sido constatada a existência de atividades no local, interditado pela Polícia Federal já em 2004, e a falta de alvará de funcionamento.    A Subprefeitura da Mooca soube na quinta do novo armazém por meio de uma denúncia. No depósito, havia boxes alugados e serviços de marcenaria. De acordo com a subprefeitura, foi encontrada uma grande quantidade de caixas, cujos produtos foram identificados inicialmente como roupas, bolsas e acessórios que seriam distribuídas nas regiões da Rua 25 de Março e do Brás. As mercadorias não foram recolhidas por falta de espaço nos depósitos da subprefeitura. O local será periciado pela polícia na segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Law Kin ChongBrás

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.