Ladrões assaltam passageiros no trem da CPTM em SP

Para a companhia, o fato de ninguém ter sido baleado já pode ser considerado um ganho

Agencia Estado

15 de fevereiro de 2008 | 06h02

As dez pessoas que estavam no quarto vagão da composição da linha B da CPTM, com destino a Itapevi, por volta das 21 horas de quinta-feira, foram assaltadas por quatro homens armados que invadiram a composição na Estação Palmeiras/Barra Funda.   Enquanto o trem trafegava entre aquela estação e a da Lapa, apanharam aparelhos celulares e de MP3, relógios, carteiras e tudo que tinha algum valor.   Assim que a composição parou na Estação Lapa, os ladrões desceram correndo e se misturaram às pessoas que desembarcaram. As vítimas seguraram as portas do vagão e deram o alarme, chamando a atenção de funcionários e seguranças da ferrovia. A composição, que ficou parada por cerca de 40 minutos na plataforma, foi vistoriada, mas nenhum dos criminosos foi encontrado.   Só então concluiu que eles teriam atravessado a passarela que leva à plataforma contrária e à saída.   As vítima registraram queixa na delegacia da Lapa (7º DP). A assessoria de imprensa da CPTM diz que ladrões volta e meia assaltam bilheterias das estações e praticam furtos a passageiros distraídos, mas é raro esse tipo de roubo aos usuários, com utilização de armas de fogo.   Para a companhia, o fato de ninguém ter sido baleado já pode ser considerado um ganho. A esperança dos passageiros é de que se redobre a segurança, principalmente nos horários em que as composições trafegam mais vazias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.