Ladrões invadem casa, agridem idosa e são presos

Três assaltantes, um de 19 anos e dois adolescentes, ambos de 17, foram detidos, às 21h45 de ontem, por policiais militares da 4ª Companhia do 16º Batalhão após invadirem uma das residências da Rua Santiago Ferrer, no Parque Ipê, região da Rodovia Raposo Tavares, na zona oeste da capital.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

11 Abril 2012 | 05h03

Várias pessoas foram feitas reféns no interior do imóvel, entre elas uma senhora de 69 anos, agredida com uma coronhada em um dos braços, e uma criança de 5 anos. Eram quatro bandidos, segundo a polícia, que entraram na casa após renderam um dos moradores que deixava o local.

Depois de cerca de meia hora de assalto, vizinhos desconfiaram da movimentação no interior da residência e ligaram para o 190. No momento em que os policiais chegaram em frente à casa das vítimas, os bandidos já estavam na garagem e se preparavam para fugir em três veículos, um Honda Fit prata, por eles roubado na região do Butantã, um Gol e um Fiat Palio, ambos das vítimas e carregados com objetos separados do interior da casa.

Segundo a PM, ao verem a viatura, os quatro bandidos pularam o muro e fugiram a pé. Três deles atravessaram o córrego do Itaim e se esconderam em um matagal. Ao perceberem que o mato não se movimentava mais, os policiais deduziram que o trio havia parado de correr, momento em que foi pedido então apoio do helicóptero Águia, da PM. Com a aproximação do helicóptero, os criminosos resolveram deixar o local e acabaram detidos em uma rua próxima.

A aposentada ferida no braço foi encaminhada para o pronto-socorro municipal Bandeirantes, no Jardim Periperi. O bandido de 19 anos foi autuado no 89º Distrito Policial, do Portal do Morumbi, por roubo, formação de quadrilha e corrupção de menores. Os dois adolescentes serão encaminhados para a Fundação Casa (antiga Febem). O quarto criminoso continua foragido.

Mais conteúdo sobre:
assaltoresidênciaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.