Ladrões invadem fábrica de cimento e levam dinamite

Bandidos levaram 50 quilos de explosivos de uma fábrica de cimento da Camargo Corrêa, em Ijaci, no sul de Minas Gerais, região que neste ano já soma 39 ataques a caixas eletrônicos. Foram retiradas de um depósito duas caixas com 12 bananas de dinamite cada. Para ter acesso ao material, os ladrões arrebentaram uma parede.

AE, Agência Estado

13 de maio de 2013 | 21h48

O local é de difícil acesso e, de acordo com a polícia, eles chegaram em motocicletas até as imediações e completaram o percurso a pé. O furto foi descoberto na manhã desta segunda-feira e ainda não existem pistas que levem aos criminosos. Por causa do peso do produto furtado, acredita-se que mais de uma pessoa tenha participado da ação.

O furto foi descoberto quando funcionários chegaram para trabalhar. O barracão não conta com alarmes ou sistema de segurança com câmeras. Somente um vigia seria o responsável por fazer a ronda em toda a fábrica e não teria visto os ladrões. A dinamite furtada, da marca Dinapex, tem alto poder de destruição e colocou a polícia de Minas Gerais em alerta.

Ataques

Em mais uma ação contra caixas eletrônicos em Minas, neste domingo, 12, dois terminais de autoatendimento foram explodidos no centro de Jacutinga. O ataque envolveu 13 homens armados que estavam em três carros e fugiram em seguida. Já nesta segunda-feira, foram presos mais dois assaltantes que mandaram para o ar caixas em Guimarânia. Na ocasião, em abril, um homem pego como refém morreu e outro ficou ferido. Cinco acusados pelo crime já estão presos, sendo dois deles policiais militares de Uberlândia.

Tudo o que sabemos sobre:
ladrõesfábricadinamite

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.